JSD

-a +A

Centeno ativa cláusula de rescisão de Nico Gaitan

11 de dezembro

Ler Artigo

Centeno ativa cláusula de rescisão de Nico Gaitan

O PS pensou iludir os portugueses assustando-os com o incumprimento das metas do défice. Para o efeito ser maior, pensou também usar um método muito visto em baixa política: dizer que as contas do anterior governo estão deturpadas e que, por isso, o objetivo de manter o défice abaixo dos 3% será muito difícil de alcançar.

Estas duas “espertices” somadas até podiam ter corrido bem se não fossem os números envolvidos para cumprir essa obrigação.

Centeno diz que este governo pôs em risco o cumprimento das metas do défice devido a um desvio de 0,026% do PIB. Ao mesmo tempo, o Partido Socialista anda a negociar com o Partido Comunista e o Bloco de Esquerda propostas no valor de 4000 milhões de euros, ou seja, quase 2,5% do PIB! É disto que falamos, e eles dizem-no sem rir.

E, também sem rir, Centeno levou ao Conselho de Ministros uma redução de despesa na casa dos 46 milhões. Se provas fossem precisas da mistificação socialista em torno das contas do anterior governo, elas ficariam com isto dissipadas. Na verdade, por esse ridículo valor, Centeno até podia levar Gaitan para o governo, roubando-o ao clube da Luz.

45 milhões de Euros é a cláusula de rescisão do craque do Benfica.

E Gaitan no governo, por troca com Centeno, seria um embaraço a menos para Costa. É verdade que Gaitan pouco saberá de Orçamentos de Estado, mas não consta que faça golos na própria baliza.

Ora as diversas medidas que Centeno pretende por em prática para cumprir a “tão difícil” meta já estavam em prática pelo anterior governo. Por isso cumprir esse objetivo não era problema mas sim o fim esperado.

Não há adversário mais amigo do que aquele a quem foge a boca para a verdade.